Buscar
  • reginakautzmann

ESTEJA DISPOSTO A MUDAR DE IDEIA




Mensagem de Selácia


18 de Agosto de 2021


Você já se sentiu indeciso sobre uma decisão que tomou e tinha certeza de que estava certa - e agora a questiona? Não deixe que o remorso da decisão arruine o seu humor e sua paz interior. Todos nós já passamos por isso. Continue a ler para entender melhor a indecisão e o remorso por uma decisão e o que você pode fazer a respeito.


DECISÃO E INDECISÃO


Quando você considera quantas decisões tomamos em apenas um dia, pode ser incompreensível! Algumas delas - como quando sair da cama de manhã ou quando encontrar alguém para tomar um café - são típicas e vêm com facilidade.


Podemos ruminar sobre outras decisões que rotulamos como importantes, preocupando-nos ou perdendo o sono antes de tomá-las. E algumas decisões, depois de tomadas, podem destruir nosso bom humor e levar a dias de tristeza e arrependimento. Podemos ter remorso por uma decisão.


Vamos começar com as decisões que classificamos como importantes. Nosso ego-mente pode fazer com que nos preocupemos e nos questionemos. Horas ou dias de indecisão podem se seguir, a menos que paremos o processo em seu caminho.


Para interromper nossa ruminação e perda de tempo sem sentido com decisões, devemos recorrer ao nosso sábio ser interior. Esta é a nossa essência, a nossa parte que é cósmica e tem o cenário geral. Nossa consciência superior - uma vez que nos tornamos qualificados para acessá-la e confiar nela totalmente - pode nos colocar de volta no caminho e fora da indecisão. Pode nos ajudar a tomar a decisão apropriada com o tempo e sabedoria divinos.


TEMPO DIVINO


Os agentes de transformação divinos que aprendem a dominar o tempo divino descobrem a importância do tempo na tomada de decisões. O que isto significa? Uma vez que uma decisão muda algo em sua trajetória de vida, é vital tomá-la somente depois de uma contemplação interior e de considerar tanto as implicações práticas quanto as lições espirituais. Isso porque aprendemos com cada interação, decisão e até mesmo um período de indecisão quando estamos contemplando os próximos e melhores passos.


O tempo divino também se relaciona com o princípio espiritual "tempo e necessidade de conhecer a base." Podemos indagar internamente para determinar a melhor decisão, mas se ainda não for "a hora de saber", a resposta não virá até nós, porque não precisamos saber agora. Nosso ego, que odeia esperar e insiste em respostas imediatas, não irá gostar nem um pouco disto.


Por exemplo, digamos que você sinta que deve decidir se deseja continuar com algo ou alguém. Você está se sentindo desconfortável em continuar - mas está indeciso sobre o "por quê". Você pode até ter sentimentos fortes sobre saber o "por quê". Uma cascata de emoções pode surgir repentinamente enquanto você luta para descobrir o que fazer.


Sua consciência mais elevada - se você a escutasse naquele momento - lhe diria para deixar as coisas pararem por algumas horas ou dias. Isso lhe daria espaço para processar seus sentimentos e pensamentos e buscar orientação interna sobre como reagir. Uma boa noite de sono ou um passeio na natureza são úteis neste cenário.


Ironicamente, quanto mais você sentir uma necessidade urgente de agir com base em uma decisão carregada de emoção, mais comprometida sua tomada de decisão se torna. Portanto, relaxe. Lembre-se de que você é humano. Você já ouviu o ditado - "muitas vezes não podemos ver a floresta das árvores" - quando estamos prestes a dizer coisas que não podemos retirar ou fazer coisas sem primeiro contemplar todos os ângulos e obter o quadro geral.


REMORSO NA DECISÃO


Se decidirmos sem considerar totalmente o resultado de nossa decisão, poderemos ter remorso pela decisão. Pense em uma época em que você passou por isso, analisando sua decisão após o fato. Considere a angústia emocional e mental que sentiu quando percebeu que poderia ter feito uma escolha melhor ou se comunicado de forma diferente. Pense em como sua falta de abertura ou a necessidade de estar certo nessa situação o colocou em um beco sem saída e se arrependeu.


AVANÇANDO COM A AUTOCONSCIÊNCIA


À medida que aprendemos a abordar nossas decisões com maior autoconsciência, podemos ter mais paz interior. Isso também nos ajuda com a necessidade condicionada de estar certo. Todo mundo tem isso. Não se julgue.



A necessidade de estar certo é um dos maiores obstáculos para o autocrescimento e o relacionamento com os outros. Por que o autocrescimento? Enquanto nos apegarmos à noção de que temos todas as respostas e que sempre estamos certos, não podemos crescer espiritualmente. Em relacionamentos com outras pessoas - sejam pessoais, comerciais ou online - não podemos nos conectar de maneira produtiva quando insistimos em estar certos e dar a última palavra.


www.Selacia.com


Tradução: Regina Drumond - reginamadrumond@yahoo.com.br

7 visualizações0 comentário